Biomolplast

Tipo de material produzido sinteticamente, que não é distinguível de tecido vivo e é usado, por causa de sua compatibilidade com a pele humana, para as mais variadas finalidades. Também chamado de forma curta de bioplast. Trata-se de um plasma altamente sensível, cultivado num nutriente artificial que desempenha as mesmas funções da pele humana. Dessa forma, consegue-se uma simbiose altamente proveitosa desse material com o corpo sobre o qual será implantado. Ele é arbitrariamente moldável e tem a propriedade de se combinar com o tecido vivo, isto é, de crescer junto com ele. Contudo, através de uma irradiação especial, ele pode ser dissolvido novamente do tecido do corpo.

Aplicações


Medicina

Na medicina, o biomolplast é usado desde os anos 30 do século XXV, principalmente para fechamento primário de feridas após queimaduras e ferimentos. O material pode ser facilmente aplicado na forma de emplastros, ligaduras ou sprays e até mesmo suaviza facilmente os defeitos do tecido mole de grandes áreas sem problema. As perdas de órgãos e membros não podem ser compensadas com biomolplast.

Biomáscaras

Devido às suas propriedades, o biomolplast é usado, além da medicina, também na fabricação de máscaras aparentemente vivas, as chamadas biomáscaras ou máscaras de bioplast.

História


Em janeiro do ano 2436, o biomolplast foi usado no rosto de Heiko Anrath, depois de cultivado pelo prof. Nabore, a fim de tornar seu rosto exatamente igual ao de Perry Rhodan.


Créditos: 

Fontes


  • PR330, PR475, PR561, PR662, PR680, PR705, PR840, PR845, PR883, PR890, PR974.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Biomolplast”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de).
Seção do Site: