COPOG

Sigla pela qual a “Coalizão da Dignidade dos Povos Galácticos” é mais conhecida. Essa é a designação para a aliança dos principais povos galácticos que foi fundada em dezembro do ano 3580 por iniciativa do arcônida Atlan. A COPOG não é uma organização, mas uma ideia que mantém os povos unidos. O neoarcônida Mutoghmann Scerp teve um papel importante nisso.

Objetivos


Seu objetivo final era expulsar os invasores do Concílio ou Hetos dos Sete pelas forças combinadas dos povos da Via Láctea. Raramente, quando da criação de uma nova organização política, houve tanto mal-estar, tanta falta de confiança quanto na fundação da COPOG. Já o próprio nome complicado – Coalizão da Dignidade dos Povos Galácticos – não seria um indício de que, por ocasião da fundação, ninguém sabia exatamente qual o objetivo dessa organização? A COPOG sofreu desde o primeiro instante com as desavenças de seus associados. Durante muito tempo, a COPOG não passou de letra morta. Cada um dos povos colocava o interesse próprio acima do interesse geral. Lentamente, mas de forma constante, a COPOG foi melhorando. Ela se conscientizou de seu valor e, principalmente, tornou-se mais ativa.

Estrutura


Estatuto

Seus pontos mais importantes são: Os membros da COPOG se comprometem a manter a paz entre si; Uma interferência nos problemas internos de um povo pela COPOG é inadmissível, a menos que o povo envolvido busque expressamente por assistência; Os membros da COPOG comprometem-se a prestar assistência mútua, desde que isso não seja rejeitado.

Povos-Membros

Alguns dos seus representantes por ocasião da fundação eram: blues, aconenses, arcônidas, epsalenses, unithenses, aras, entre outros. À esses estão incluídos atualmente: antis, barcônidas (não garantido), ertrusianos, ferrônios, kaimaeranos, maahks, neoarcônidas, oxtornenses, plofosenses, rumalenses, saltadores, siganeses, superpesados, tefrodenses, terranos (o NIE, mais tarde a LTL), tópsidas e zalitas. Os halutenses não são membros da organização, mas apoiam os objetivos da COPOG.

Presidência

A partir do ano 3584, o presidente da COPOG é o neoarcônida Mutoghmann Scerp. O seu representante é Nikor de Perliasch (ano 3587).

Frota

A COPOG não tem uma frota própria, mas tem apenas um certo número de naves-correio. As frotas dos povos-membros permanecem sob sua soberania exclusiva. Em um ataque contra a COPOG, no entanto, os povos-membros se comprometem com a abolição de grupos de frotas para a COPOG, que então se torna o alto comando ao mesmo tempo. No total, no ano 3587, cerca de 141.000 naves de combate podem ser usadas. Além disso, há 111 naves de combate dos halutenses.

História


Na Época da Fundação

A iniciativa e responsabilidade de fundar uma organização para combater o domínio dos lares veio de Atlan e seu NIE, que, com a COPOG, queria criar um contrapeso ao Concílio dos Sete. Os primeiros esforços foram feitos por volta do ano 3550. A diplomacia gaiana teve seu primeiro sucesso por volta do ano 3556, quando os aconenses concordaram em organizar uma conferência dos povos da Via Láctea para fundar tal coalizão. Contudo, somente em novembro do ano 3580 foi realizada uma conferência secreta a bordo do ultracouraçado Blue Ridge Mountain. E em dezembro do ano 3580, realizou-se a conferência de fundação da COPOG. Delegados de numerosos povos espaciais da Galáxia tomaram parte da conferência. Um papel especial nessa conferência coube aos dois delegados halutenses Jotan Menc e Lraton Perlat. Com as condições deles, finalmente conseguiram fundar essa aliança dos povos galácticos. Os membros-fundadores eram o NIE, os arcônidas, os zalitas, os oxtornenses, os aconenses, os maahks, os blues, os epsalenses, os siganeses, os aras, os tefrodenses, os saltadores, os ertrusianos, os kaimaeranos e os barcônidas.

  • Nota: No episódio PR721, os maahks ainda se opunham fortemente a qualquer apoio para a aliança, e no episódio PR723, Atlan não esperava a participação deles para a primeira conferência dos membros-fundadores. Não está claro se é uma mudança de ideia ou simplesmente um erro do autor. Além disso, participou uma delegação de barcônidas. É mencionado que os barcônidas estão ocupados construindo seu planeta, porém, esse povo é considerado extinto. Essa descrição provavelmente também é um erro do autor.

A nomeação da coalizão remonta a uma observação de Julian Tifflor, que disse durante um discurso no fórum reunido: citação: “Nós só recuperaremos a nossa dignidade se nos unirmos e tentarmos nos livrar da escravidão. Afinal, somente os povos livres são povos dignos.”. Um ano depois, a COPOG ainda era uma estrutura muito frágil. Cada povo desconfiava do outro. Além disso, alguns membros da COPOG tentaram secretamente descobrir a posição do Punho de Provcon, que também foi retido por razões de segurança. Atlan sabia disso, mas não lhe permitiu influenciá-lo e tentou por todos os meios estabilizar a aliança. Ao mesmo tempo, Perry Rhodan tentou atrair representantes de povo em quatro planetas diferentes para o seu lado. De fato, ele conseguiu com alguns, o que irritou os representantes do NIE. Pouco tempo depois, os antis, unithenses, plofosenses e ferrônios se juntaram. Até mesmo os tópsidas devem ter se juntado muito rapidamente, já que eles forneceram contingentes de frota para a COPOG no ano 3584.

Durante a Busca pelos Castelos Cósmicos

No ano 3587, uma frota comum já havia sido formada, consistindo de unidades dos vários povos-membros. Em abril daquele ano, os delegados se reuniram para uma sessão especial para discutir a ação contra os tremores espaciais. Decidiu-se empreender uma pesquisa extensa e focada para combater o perigo. Naquela época, a COPOG introduziu uma nova moeda única para facilitar o comércio interplanetário. A troca de notas associada ao mesmo formou os bastidores para um ataque dos flibusteiros a um depósito de dinheiro no planeta Xirdell. No entanto, isso era uma armadilha da COPOG e a maioria dos flibusteiros pôde ser morto ou preso. Apenas a liderança em torno de Kayna Schatten escapou. Durante a crise dos orbitantes, a COPOG não pôde ajudar a LTL a evacuar sua população, porque ela mesma tinha as mãos cheias. A situação piorou depois de outra onda de tremores espaciais com os perigosos efeitos colaterais de coro do concreto, epidemia de arconite e prensa do molkex. Planetas inteiros foram devastados, as frotas tiveram inúmeras falhas para reclamar e o número de mortes chegou a milhões. Assim a COPOG ficou virtualmente incapaz de ação.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR723, PR724, PR725, PR760, PR812, PR824, PR827, PR828, PR835, PR842, PR846, PR847, PR865, PR868, PR925, PR928, PR936, PR937, PR963, PR973, PR975.
  • PRC827, PRC847.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “GAVÖK”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Crest-Datei (www.crest-datei.de).
Seção do Site: