Donna St. Laurent

Terrana. Ela era física e membro de um grupo de cientistas na estação de pesquisa do planeta Lokvorth no ano 425 NCG.

Descrição Física


A mulher alta e esbelta era albina, com um rosto lindo e cabelos na altura dos ombros, cintilando em prata na iluminação residual. Por causa da sua aparência, ela recebeu o apelido de “arcônida”.

História


Após a morte da gerente da estação Sarga Ehkesh em junho do ano 425 NCG, a jovem física esteve frequentemente com o filho daquela, Kirt Dorell-Ehkesh. Os dois se tornaram um casal em setembro. Quando o ser energético Whargor tentou em vão absorver uma reconstrução parcial do Império dos Vírus criado por Quiupu e se conectou mentalmente com Kirt, esse último sofreu um choque e entrou em transe. Donna não saiu do lado do parceiro. O ser energético usou o humano como porta-voz para se comunicar com Galbraith Deighton e também falou com Donna. Ela e Kirt se ofereceram para serem absorvidos por Whargor. Dessa forma, eles permitiram que o ser energético continuasse a existir, apesar de sua missão fracassada. Eles deixaram seus corpos para trás em Lokvorth e, como consciências puras, alcançaram a imortalidade junto com Whargor.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR1080.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Donna St. Laurent”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2.
Seção do Site: 
Glossarios Veiculados: