Pearl Simudden

Aconense. Ele era um técnico em transmissores e integrante do grupo dos últimos flibusteiros. Seu nome real, que ele descartou depois de sua fuga, permanece desconhecido.

Descrição Física


No ano 3587, tinha 58 anos de idade, 1,87 metro de altura e boa compleição física. Simudden era considerado um homem atraente.  Possuía cabelos louro-avermelhados e bem encaracolados, nariz estreito, olhos azul-claros e uma boca com lábios cheios. Seu aspecto era esbelto e em forma.

Características Psicológicas


Era altamente inteligente. Porém, muitas das operações planejadas por Kayna Schatten, ele considerava exageradamente ousadas — daí o seu apelido de “Panika”. No entanto, na execução dos planos, ele era inescrupuloso, o que fazia dele um valioso lutador.

História


Ele nasceu no ano 3429, no sistema Ácon. Originalmente, ele veio de uma casa nobre. Foi condenado à morte por transgressões criminosas em seu serviço como chefe do Comando Energético aconense, o que o fez fugir e se juntar aos flibusteiros. Após uma malsucedida tentativa de assalto dos flibusteiros a um depósito de dinheiro da COPOG em maio do ano 3587 — que se revelou como uma armadilha para capturar o grupo de criminosos —, ele escapou por pouco junto com seis outros companheiros seus com a Stoertebeker, uma nave auxiliar da Jack London, para uma base abandonada no planeta Dennox III. Ali, os sete foram sequestrados por robôs cônicos desconhecidos e levados para o planeta Varovaar, no centro da Via Láctea, onde passaram por uma longa e desgastante sessão de testes e tiveram amostras de tecido coletadas. Essas amostras serviram para produzir um exército de clones dos sete flibusteiros, os orbitantes da Instalação de Armadan de Harpoon. Depois disso, eles foram levados para o planeta Churuude. Ali, os flibusteiros souberam que eram considerados garbeschianos, no entanto, não puderam fazer nada com esse nome. Qualquer afirmação de que isso era um erro, foi rejeitada. Para seu horror, eles foram finalmente interrogados por seus próprios sósias, que não mostravam os mesmos traços de caráter. Esses aparentemente foram criados a partir de suas amostras de tecido. Simudden, que, como todos os demais, sempre procurava um lugar para fugir, se escondeu numa sala de armazenagem onde encontrou um dispositivo funcional, que chamou de complexo simultâneo. Embora as funções ainda não fossem claras para ele, estava convencido de que esse os ajudaria. Em seu retorno, no entanto, ele descobriu que Kayna Schatten havia sido substituída por sua sósia. Então ele manteve sua descoberta para si mesmo. Mais tarde, usando o complexo simultâneo, ele conseguiu escapar para uma das espaçonaves-cunha dos orbitantes. Ao fazê-lo, ele se destacou em sua prudência e bravura, de modo que se tornou cada vez mais o líder do pequeno grupo. Ele observou nessa época que o plano de notificar a LTL sobre a invasão planejada fazia com que se sentisse novamente correto por muito tempo; um sentimento que lhe fez bem. Depois de serem levados para o planeta Olimpo depois de outra captura, eles brevemente conseguiram escapar e contatar o imperador-robô. Mas então os flibusteiros retornaram voluntariamente às mãos dos orbitantes e foram transferidos para a nave-cunha Kurel-Bal. Quando perceberam que não havia lugar para eles na sociedade humana, eles finalmente se retiraram para o planeta Solitude.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR936, PR937, PR938, PR950, PR951, PR953, PR954, PR963.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Pearl Simudden”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2.
Seção do Site: 
Glossarios Veiculados: