União Centro-Galáctica

Organização Estatal galáctica, abreviada para UCG, um império estelar autônomo, uma formação estatal independente que foi fundada por antigas colônias dos terranos que não quiseram mais fazer parte do Império Solar.

Sistema de Governo


Calfactores

A UCG era governada por uma junta de 21 assim chamados calfactores.

Calfactores Conhecidos

Calfactores e outros membros do governo nos anos 3430 até 3433: Benus Haifal, Fereth Haynesto, Juk Tolsyer, Kartch Tain, Masara Skatchis, Ratham Pyrones, Roser Sakilate. Os três calfactores nomeados formavam os três “primeiros porta-vozes” e eram o topo da liderança dos calfactores.

Área de Soberania da UCG


A Extensão

O território de domínio da UCG situava-se perto do centro da Via Láctea. O planeta de governo era o planeta Rudyn, o quarto planeta do sol Efelegon. Rudyn era um mundo jovem similar a Terra com um clima ameno e vastas extensões de terra intocadas. O planeta foi colonizado pelos chamados “colonos secundários” após a guerra dos dolans e, portanto, não se enquadrava na lei da autarquia solar, segundo a qual cada colônia terrana dependia da Terra e do Império por pelo menos 30 e mais tarde 100 anos. No ano 3431, fala-se de cerca de 600 sistemas solares. No ano 3434, assim como no ano 3438, a UCG dominava 562 sistemas planetários.

Sistemas Estelares Conhecidos

  • Alverhei-Top, Auro-Pety, Efelegon, EX-19036-Pempey-Norte.

Planetas Conhecidos

  • Auro, Bolith, Rudyn (mundo central), Solling-Ho, Watsteyn.

Frota Espacial


Unidade Conhecida

  • Grosny II (cruzador de vigilância).

História


Os antepassados dos habitantes dos sistemas planetários reunidos tinham emigrado da Terra há vários séculos, fixando-se numa região relativamente próxima ao centro galáctico. Fundada no início do século XXIX, a UCG estava se expandindo em direção aos chamados mundos livres, que se separaram do Império Solar após a crise dos dolans. No ano 2840, essa União compreendia 31 sistemas solares perto do centro galáctico. O núcleo era o sistema Efelegon com a capital Genzez. A sede do governo era o Opral no centro da cidade. A UCG era um dos maiores e mais influentes impérios formados por descendentes de seres humanos, sendo superado em tamanho e influência somente pela Federação Galáctica Normon (antes, Império Dabrifa) e pela União Carsuálica.

Coalizão Antiterrana

No início de outubro do ano 3430, o Imperador Dabrifa convocou os governantes da UCG e a União Carsuálica juntos em Nosmo, o planeta central do Império Dabrifa. Durante a celebração da festa, Dabrifa, os triunvíros da União Carsuálica e os três primeiros porta-vozes presentes da UCG, decidiram em uma conferência secreta no Palácio do Sol um ataque ao Império Solar. Para isso, fundaram a Coalizão Antiterrana. Embora os representantes da UCG inicialmente se opusessem à proposta, eles foram convencidos pelos argumentos de Dabrifa e a liderança de Carsual. O ataque foi planejado para 30 de outubro. O Administrador-Geral Perry Rhodan veio antes do ataque da Coalizão para o Sistema Solar, já que a USO conseguiu fornecer-lhe informações sobre a reunião de ponta. Ele convocou o Caso Laurin e em 30 de outubro do ano 3430, deixou o Sistema Solar envolto em um campo de alternância antitemporal, enquanto as plataformas transmiform desatualizadas foram destruídas. As frotas entrantes da Coalizão Antiterrana puderam ser enganadas pelas explosões das antigas estações de defesa como uma destruição do Sistema Solar, quando deixaram o espaço linear. Na época após o colapso da Coalizão Antiterrana, e os três reinos estelares concentraram-se novamente em seus interesses pessoais. O mundo comercial próspero Olimpo foi particularmente exigido.

Frentes Alteradas

De agora em diante, as três grandes potências militaristas já não conheciam alianças sólidas, mas geralmente formavam uma coalizão contra o terceiro mais perigoso. Ao mesmo tempo, os três reinos assediavam as forças anteriormente independentes. No início, a UCG e Carsual mantiveram-se juntos contra o Império Dabrifa. No início do ano 3432, dificuldades políticas internas na Ordem de Shomona ocorreram e a Ordem ameaçava se quebrar, essa situação foi explorada tanto pela UCG quanto pela União Carsuálica. Ambos os estados continuaram pressionando o governo a tomar a Ordem de Shomona com uma rápida guerra de agressão. Como resultado, a relação entre Carsual e a UCG foi severamente esticada, enquanto a UCG agora se aproximava do Império Dabrifa. Dabrifa prometeu assistência em caso de guerra. Esses planos também foram apoiados pela organização subversiva da UCG, a Salecong, que planejava a queda dos calfactores em caso de guerra. No início de fevereiro do ano 3433, chegou a hora: o Imperador Dabrifa manteve a Khonan-Tap presa e assegurou aos representantes da UCG que iria intervir no sentido da UCG, assim que ele entrasse na Ordem de Shomona. No sistema Efelegon, o estado de emergência foi então imposto, enquanto a frota foi reunida para o golpe contra Shomona. Surpreendentemente, Joaquim Cascal apareceu com a Overluck e informou a liderança da UCG sobre os planos reais de Dabrifa para anexar os mundos da UCG. Além disso, Cascal enviou a mensagem falsa da Salecong, que suas atividades foram reveladas. Os seguidores da Salecong colocaram-se em ordem, que considerava a liderança da UCG como um testemunho das atividades secretas de Dabrifa. A invasão da Ordem de Shomona foi cancelada para que assim permanecesse o status quo. No geral, esses eventos lançaram dúvidas sobre a credibilidade de Dabriba na liderança da UCG.

Retorno do Sistema Solar

Em janeiro do ano 3434, foi suspeitado no topo da UCG que algo estava errado no setor espacial onde o Sistema Solar estava antes do Caso Laurin. Uma frota de cerca de 100 naves foi enviada para investigar as chamadas de emergência enviadas por naves destruídas do Império Dabrifa. Devido às ameaças feitas pelo Imperador Dabrifa, que governava o Império Dabrifa, no ano 3434, a UCG participou de um ataque encenado ao Sistema Solar. Quando o comandante almirante Rodriguez percebeu que o Sistema Solar ainda existia e a manobra era um ato hostil, ele retirou suas 20 mil naves. Em um momento desconhecido antes do ano 3437, os comandantes de frota do sistema Alverhei-Top foram assumidos por cappins para chegar a Rudyn e lá assumir os calfactores. No entanto, isso pode ser evitado pela nave Mapiramos da USO, na qual Mentro Kosum prestava serviço. No ano 3438, Edmond Pontonac viajou com a Dara Gilgama para o sistema Efelegon para convencer os calfactores que uma vitória dos takerers e seus coletores no Sistema Solar também prejudicaria os interesses da UCG. A delegação foi encarcerada imediatamente após o seu desembarque por causa da “instigação à espionagem para Perry Rhodan”. Como as armas, de modo inexplicável, não foram removidas, os membros da delegação conseguiram derrubar as portas da prisão e forçar os policiais a entrar em contato com o chefe de polícia, Dettas Tabuna. Esse não sabia de nada, Pontonac e seus companheiros declarados livres, organizaram uma reunião de todos os calfactores dentro do prazo de doze horas, enquanto Pontonac deixou claro aos calfactores de que um pedotransferidor havia assumido um dos seus. Posteriormente, a UCG despachou 45 mil espaçonaves para apoiar os terranos no Sistema Solar. Com esse apoio, foi possível vencer os coletores. Quando os coletores da Mãe Primitiva chegaram, os grupos da UCG finalmente retiraram-se.

Sob o Domínio do Concílio

Durante o domínio do Concílio dos Sete sobre a Via Láctea, os calfactores se colocaram sob as ordens do Primeiro Hetran da Via Láctea, Leticron.


Créditos: 

Fontes


  • PR400, PR401, PR402, PR403, PR404, PR407, PR411, PR417, PR418, PR435, PR449, PR450, PR495, PR499, PR669, PR680.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Zentralgalaktische Union”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de). Informações extraídas em parte do site Crest-Datei (www.crest-datei.de).
Seção do Site: 
Glossarios Veiculados: