3-Marli

Aychartano. Ele era membro da tripulação da nave Força Através da Obediência.

Características Psicológicas


Ele era um membro da tripulação da nave do tipo explorador de setor Força Através da Obediência.

História


No ano 424 NCG, a Força Através da Obediência aterrissou despercebida no planeta Ponto de Prova I, pertencente ao Ducado de Krandhor. Ali, os betschidianos Surfo Mallagan, Brether Faddon e Scoutie caíram em suas mãos. Pouco tempo depois, a Força Através da Obediência foi atacada pela Santonmar, uma espaçonave do Ducado de Krandhor. Durante a batalha espacial em que a Santonmar foi bombardeada e transformada em destroços, os betschidianos foram interrogados e, em seguida, liberados, pois não se obteve nenhuma informação útil deles. 3-Marli levou os betschidianos para os destroços da Santonmar, largou-os na fuselagem externa e partiu de volta. Sua nave auxiliar foi abatida pelo comandante da Santonmar, Dabonudzer. Os kraneses deixados para trás na Santonmar conseguiram reparar um canhão do destroço. Um pouco mais tarde, a Força Através da Obediência deixou o sistema com um destino desconhecido. Os betschidianos assumiram que 3-Marli havia morrido na destruição da nave auxiliar. Na verdade, ele sobreviveu à destruição de uma maneira desconhecida. Ele até conseguiu se esconder despercebido na Vaccom, a última nave auxiliar restante da Santonmar. Ele queria chegar ao ponto de coleta de seu povo. Quando percebeu que o mostrador de enchimento nos tanques de massa de apoio da Vaccom não estava funcionando, ele reparou a instalação. Dabonudzer, que acreditava que a Vaccom não seria capaz de um voo a longa distância devido à exibição defeituosa, ficou muito surpreso com o fato de os betschidianos terem conseguido fazer a nave auxiliar flutuar. Dabonudzer verificou o mostrador e descobriu que alguém tinha mexido nele. Houve um conflito de interesses entre Dabonudzer e os betschidianos. O kranês queria esperar por ajuda, mas os betschidianos insistiram em voar com a Vaccom para o Ninho da Oitava Frota. Os betschidianos dominaram Dabonudzer e o forçaram a participar do voo da Vaccom. Eles sabiam que não seriam capazes de controlar a nave auxiliar eles mesmos. Seus spoodies haviam caído durante o interrogatório, de modo que eles estavam esquecendo cada vez mais do que haviam aprendido após o recrutamento pelo Ducado. À medida que os betschidianos pioravam cada vez mais, Dabonudzer se arriscou a introduzir uma interferência ao inserir os dados de curso. Isso ficou escondido dos betschidianos. A manipulação de Dabonudzer não teve efeito, pois 3-Marli havia previamente programado o piloto automático da Vaccom para um percurso diferente e que levava para longe do Ninho. O aychartano não sabia que a Vaccom tinha um alcance muito curto. O Ninho poderia ter sido alcançado, mas de maneira alguma o ponto de coleta acionado por 3-Marli. 3-Marli interveio quando Surfo Mallagan quis cometer suicídio. O betschidiano tinha a intenção de deixar a Vaccom através de uma eclusa de ar. 3-Marli fechou a escotilha externa e iniciou a equalização da pressão. O aychartano sabia que ainda precisava do betschidiano. Quando Dabonudzer quis reprogramar o piloto automático, 3-Marli desistiu do jogo de esconde-esconde. Dabonudzer distraiu o aychartano para que Mallagan pudesse esgueirar-se e abater o pirata. Dabonudzer pegou a arma de Mallagan, mas foi morto por um tipo de raio de energia azulado flamejante que o moribundo 3-Marli desencadeou de uma maneira desconhecida. Ele deu aos betschidianos a ordem pós-hipnótica de voar para o planeta Cratcan, entregar seu cadáver ao espaço sideral e depois esquecê-lo. Foi assim que aconteceu.

  • Nota: A fonte não contém nenhuma evidência sobre como 3-Marli disparou o raio de energia mortal para Dabonudzer e emitiu o comando pós-hipnótico. Ainda não está claro se ele usou auxílio técnico ou se tinha uma paracapacidade.

 

Créditos: 

Fontes


  • PR1005.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “3-Marli”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2.
Seção do Site: