Atlan

Arcônida. Ele é Lorde-Almirante, conhecido como o "Solitário do Tempo", já foi o chefe supremo da USO. É um príncipe da estirpe dos Gonozal, Príncipe de Cristal, ex-almirante da frota do Grande Império e ex-imperador de Árcon. Tem formação como cientista e técnico de primeira classe, nos ramos de colonização do cosmo e de técnica de superenergia.

Aparência


Tem 1,87 m de altura, cabelos louro-esbranquiçados, ombros largo e musculoso e pele clara. Possui uma cicatriz larga do lado direito do rosto.

Caracterização


Ele mostra-se às vezes chato e cínico. Mas sabe lidar com situações de tensão e tem um senso de humor bastante desenvolvido. Exige muito de si próprio e de seus companheiros.

Capacidades Especiais


Um setor extra de seu cérebro abriga uma memória fotográfica. Não possui qualquer dom telepático, mas graças ao seu cérebro suplementar, o setor lógico, percebe quando um telepata procura atingi-lo. Seu cérebro extra, o chamado setor lógico, fora ativado com licença do Conselho Médico do Grande Império, depois de sua promoção ao posto de almirante.

Outras Identidades


  • Atlan de Gonozal, Douglas Gonovar, Gantelvair, coronel Hendricks, Hinrich Volkmar, Ob Tolareff, Olaf Peterson, Phil Holding, Skörld Gonardson, Tresta de Efelith.

História


Comando no Sistema Larsaf

Como Príncipe de Cristal, o jovem Atlan foi enviado no comando de uma frota para defender o sistema solar da Terra contra os druufs. Recebeu um ativador celular dado pelo misterioso ser Aquilo, tornando-se relativamente imortal, e os planos para a construção do canhão conversor.

O Solitário do Tempo

Após a queda da Atlântida e a destruição de sua frota, Atlan foi privado da possibilidade de retorno para Árcon. Ficou prisioneiro da Terra. Ele então hibernou numa cúpula submarina especial. De tempos em tempos ele acordava e deixava a cúpula para ir a superfície, onde observou o desenvolvimento da Humanidade, esperando que ela algum dia desenvolvesse a navegação espacial interestelar. Nestas ocasiões ele procurou ajudar os homens e tornou-se amigo de grandes figuras da história. Sua última ação antes de seu despertar final foi ajudar no desenvolvimento de motores nucleares nos anos anteriores a 1971.

Império Solar

No ano 2040, após acordar da hibernação, Atlan descobriu que a Terra não foi devastada por uma guerra nuclear como ele temia, mas que em vez disso tornou-se o coração do Império Solar. Enquanto tentava retornar para Árcon, ele encontrou-se com Perry Rhodan pela primeira vez. Depois de algumas dificuldades iniciais, ele iniciou uma parceria e uma grande amizade com Rhodan que duraria pelos milênios afora. No ano 2044, ele lutou ao lado de Rhodan e sua gente contra o Robô Regente. O Regente o reconheceu como um enérgico arcônida e o confirmou como imperador de Árcon.

Imperador de Árcon

Atlan assumiu o trono de Árcon como Gonozal VIII.

A USO e a Galáxia Negra

Em 1º de janeiro do ano 2115, Atlan renunciou ao posto de Imperador e em 1º de julho daquele ano fundou a United Stars Organization (USO), passando a dirigi-la com o título de Lorde-Almirante. Nos séculos seguintes, ele continuou colaborando com Rhodan, apesar de algumas vezes terem surgido discordâncias entre eles quanto a melhor tática de defesa da Via Láctea, bem como o papel da Humanidade nos assuntos galácticos. No ano 2648, ao investigar o súbito ressurgimento da Atlântida, Atlan foi transferido para a misteriosa Galáxia Negra, onde viveu uma série de aventuras. Para ele foram várias décadas, para o mundo foram somente dois dias. No seu regresso, Atlan teve as memórias sobre sua viagem à Galáxia Negra completamente apagadas.

O Concílio e o NIE

Entre os anos 3460 e 3581, Atlan fundou o Novo Império Einsteiniano (NIE) após o desaparecimento da Terra e o fim do Império Solar, e tornou-se seu Pretendente. No ano 3582, após novos conflitos com Perry Rhodan, Atlan partiu com a SOL em busca da Terra desaparecida.

No ano 3588, Atlan visita os cosmocratas como embaixador a bordo da BASE e desaparece de nosso Universo. Muito tempo depois seus companheiros descobrem que ele não prosseguiu diretamente para os cosmocratas e as fontes de matéria no outro lado do Universo, mas que foi primeiramente aprisionado na Zona sem Nome entre as fontes de matéria e o Universo normal, onde ele lutou uma batalha feroz contra o banido Anti-Aquilo. (As datas divergentes do calendário devem-se à longa ausência de Atlan da Galáxia. Desde que ele se foi por 200 anos, ele não poderia saber que na Galáxia natal um novo calendário havia sido introduzido. Consequentemente ele continuou a usar o velho calendário até seu retorno à Via Láctea). No ano 3791, Atlan retorna de sua visita aos cosmocratas sem nenhuma memória do que aconteceu no outro lado das fontes de matéria. Ele é descoberto derivando no espaço por um grupo de buhrlos e é levado a bordo da SOL, na qual seus habitantes foram forçados a se submeter a um tirânico regime por pelo menos 200 anos. Isto colocou a nave em grande perigo. Lutas para restaurar a ordem a bordo e experiências marcantes desestruturam Atlan física e mentalmente, e o deixam incapaz de raciocínios fundamentais sobre a natureza do cosmos. Ele busca por Varnhager-Ghynnst e cria o Grupo da Paz. No ano 3811, Atlan chega ao sistema Krandhor e começa um papel de 200 anos como Oráculo de Krandhor. No ano 4021, após Atlan recuperar sua memória, ele desiste de seu papel como o Oráculo e retorna à Via Láctea a bordo da SOL. No ano 426 NCG, Atlan torna-se o comandante da SOL, viaja com a Frota Galáctica e ataca a Armada Infinita. Na galáxia M-82 ele torna-se o líder da Armada e decide seu destino. Após retornar à galáxia natal, ele vai com Jen Salik às profundezas intergalácticas para preparar o iminente retorno de Triicle-9 naquele local. Devido a isso, Atlan recebe o título de cavaleiro das profundezas. Ele renuncia ao status após completar sua missão, e, juntamente com Rhodan e Jen Salik, é punido pelos cosmocratas com o banimento do Grupo Local de galáxias. No ano 447 NCG, finalmente o encanto dos cosmocratas acaba, após Atlan, como um membro dos andarilhos da rede, lutar com sucesso contra o Culto Guerreiro na esfera de influência de Estartu. Atlan passa 695 anos num campo estático com a frota Tarkan e ajuda na luta contra Monos. No ano 1147 NCG, após o fim de Monos o arcônida torna-se uma figura popular para seu ansioso povo, sendo frequentemente chamado de Imperador e Príncipe de Cristal novamente. No ano 1169 NCG, Atlan precisa devolver seu ativador celular para Aquilo, e, ao contrário de Rhodan, argumenta com os linguides. Após a salvação de Aquilo ele recebe o implante de um ativador-chip. Nos anos seguintes ele funda a GAFIF (Grupo Arcônida de Cientistas para Inovação e Desenvolvimento), que parece ser muito semelhante à USO. O líder dos Comandos Anti-Terror internos é Yart Fulgen. Cada vez mais todos vêem Theta de Ariga ao seu lado, embora devido a discordâncias políticas ele acabe separando-se dela. No ano 1173 NCG, recebeu o novo ativador-chip. No ano 1200 NCG, quando a primeira Zona da Morte envolve o Sistema Solar, Atlan organiza a missão de salvamento. Ele vivencia a Segunda Zona da Morte em Árcon como um participante involuntário. Lá ele encontra um fuso, Paunaro, que se revela ser um duplo mais tarde. No ano 1206 NCG, no Grande Vazio, Atlan conduz uma missão para Canaxu, e une-se a Paunaro e Colounshaba. Entre os anos 1222 e 1288 NCG, enquanto os blocos de poder na Galáxia mudam e Atlan consolida o Império de Cristal dos arcônidas, ao lado da LTL e do Fórum Raglund, ele preocupa-se com a situação política e funda o grupo de resistência IPRASA contra as forças nacionalistas. Simultaneamente, ele também colabora com o Projeto Camelot, conduzido pelos imortais. Contudo, ou talvez porque ele tenha se tornado persona non grata no Império Arcônida novamente, é dito que ele teve alguma participação na morte da Imperatriz Theta de Ariga.


Créditos: 

Capa da edição alemã: Copyright © VPM – Pabel Moewig Verlag KG, Alemanha.

Fontes


  • Pb50, Pb54, Pb60, Pb61, Pb69, Pb70, Pb75, Pb76, Pb77, Pb79, Pb80, Pb83, Pb84, Pb85, Pb86, Pb88, Pb90, Pb94, Pb96, Pb97, Pb103, Pb107, Pb115, Pb16, Pb117, Pb120, Pb122, Pb123, Pb124, Pb125, Pb129, Pb133, Pb134, Pb137, Pb138, Pb139, Pb144, Pb148, Pb149, Pp150, Pp179, Pp187, Pp198, Pp199, Pf200, Pf205, Pf217, Pf218, Pf223, Pf245, Pf250, Pf259, Pf288, Pf296, Pf300, Pf304, Pf318, Pf323, Pf360, Pf400, Pf404, Pf426, Pf440, Pf500, P553, P650, P654, P655, P662, P667, P670, P671, P680, P681, P682, P683, P688, P689, P696, P697, P706, P720, P722, P724, P725, P736, P737, P741, P750, P752, P753, P754, P760, P761, P762, P763, P765, P769, P801, P808, P816, P819, P820, P821, P886, P887, P906, P908, P917, P918, P929, P930, P931, P948, P955, P956, P957, P958, P964, P965, P966, P967, P968, P978, P981, P982.
  • Glossários: P553, P650/651, P774/775, P871.
  • Fanzine: IPR 30.
Seção do Site: