Comando especial Mundo Escuro

O comando especial Mundo Escuro recebeu a tarefa de explorar o planeta Módulo no início de novembro do ano 2402 como parte da Operação Mundo Escuro. O capitão Sven Henderson, chefe do comando de caça da nave Crest II, ​​foi pessoalmente comissionado para a missão por Perry Rhodan.

Os requisitos


Em 2 de novembro do ano 2404, o conflito sobre a galáxia Andro-Beta entre os terranos e os senhores da galáxia entrou na fase decisiva. Os senhores da galáxia lançaram esferas energéticas na batalha, que atacaram e destruíram os sistemas planetários. Enquanto perseguia uma dessas esferas, a Crest II, acompanhada das naves​ Imperator, Napoleão e Alarico, se deparou com um misterioso planeta escuro, que acabou por ser o centro de controle das esferas.

A definição de tarefas


Depois de se aproximar cuidadosamente do planeta escuro, a Operação Mundo Escuro começou. Como parte dessa operação, o comando especial deveria seguir seu caminho com um space-jet até o planeta sem ser notado e orbitar várias vezes a baixa altitude. A pedido de Perry Rhodan, a altura máxima não deveria ultrapassar cem metros. Durante esse voo, as estruturas acima do solo e as possíveis entradas para instalações subterrâneas deveriam ser registradas. Para esse propósito, Henderson também tinha a opção de pousar. O comando deveria arriscar o mínimo possível e retornar sem revelar a posição da formação de nave.

Os participantes


O comando especial consistia em um total de cinco homens. Sven Henderson foi pessoalmente responsável por selecionar os participantes para essa tarefa arriscada. Estava claro para ele que só poderia contar com homens muito experientes. Suas escolhas recaíram sobre: o tenente Ray Burdick, o sargento Taka Hokkado, o tenente Finch Eyseman e o sargento Bron Tudd.

História


O comando especial falhou assim que se aproximou do mundo escuro. O space-jet CSJ-101 foi derrubado cerca de mil metros acima do planeta e fez uma aterrissagem forçada. A tripulação sobreviveu, mas então se viu envolvida em uma luta aparentemente sem esperança contra os chamados monstros androides.

Foi apenas graças à intervenção de Gucky que os homens do comando especial sobreviveram. Gucky conseguiu estabelecer contato com o modular Baar Lun, que, em nome dos SdG, controlava o uso das esferas energéticas e dos monstros androides. Baar Lun acabou ficando do lado dos terranos e deixou o mundo escuro com Gucky e os cinco membros do comando especial.


 

Créditos: 

Fontes


Seção do Site: