Feyerdalense

Povo inteligente nativo da galáxia Dh’morvon. Eles são um povo auxiliar da Imperatriz de Therm. Seu planeta natal é Moeckdoehne.

Descrição Física


São seres humanoides que vivem em mundos de oxigênio. Possuem pele preta que brilha levemente. Até onde era possível determinar, a pele não possuía cabelos ou penas. Andavam sobre duas pernas e possuíam dois braços. Medem cerca de 1,60 m de altura. Em cada mão e pé havia pequenos membros equivalentes aos dedos terranos. Segundo esse padrão, os feyerdalenses ainda utilizavam dois polegares em cada mão. Suas cabeças de forma aproximadamente esférica pousavam sobre pescoços curtos, quase imperceptíveis. Seus lábios eram estruturas amplas e pontiagudas. Por trás deles havia uma dentição definida de animais predadores, com caninos fortes claramente visíveis. Os narizes eram bastante curtos, embotados e abobadados – como os dos gorilas terranos. As narinas aparentemente podiam ser fechadas por dobras de pele. No lugar das orelhas, os feyerdalenses apresentavam uma teia que subia sobre a cabeça pela esquerda e pela direita. Provavelmente, eles captavam ondas sonoras com essas terminações nervosas. O que mais chamava a atenção nos feyerdalenses são os olhos; estruturas grandes e ovais, que se desdobravam ligeiramente para cima na altura das têmporas e brilhavam num fogo verde-claro fascinante.

Fisiologia

Os feyerdalenses podem se comunicar através de feromônios, porque seus órgãos olfativos são particularmente sensíveis.

Paracapacidade


Os feyerdalenses são paradotados fracos. Em parabloco, eles podem se comunicar telepaticamente. Há também pessoas individuais, mais talentosas, como pode ser visto nos pais cinzentos, mas esses parecem ser muito raros.

Características Psicológicas


Basicamente, os feyerdalenses mantêm muita cortesia e bom comportamento.

Sociedade


Sistema Social

Os feyerdalenses desenvolveram um sistema social bastante rígido. Os bem-falantes e os Criadores de Regras desempenham um papel especial porque são responsáveis pelo contato com a Imperatriz de Therm. O topo da hierarquia é formado pelo regente dos vinte mil pais.

O Regente dos Vinte Mil Pais

Em um ciclo de 30 anos, nasce um regente dos vinte mil pais. Isso acontece em todos os planetas habitados por feyerdalenses. Esse regente assume então o domínio sobre o planeta em questão pela duração de uma geração. Uma Sh'majino fértil é levada ao local de nascimento Shma'ingo. Poucos dias antes do nascimento do regente, vinte mil feyerdalenses se colocam em transe tentando legar todas as suas qualidades positivas ao regente que está por nascer. Os pais cinzentos trabalham contra essas tentativas.

Os Bem-Falantes

Os bem-falantes ou Guardiões das Regras, como também são chamados, que desempenham um papel de liderança na sociedade, são feyerdalenses especialmente treinados e selecionados. Cada um deles é liderado por um Bem-Falante Supremo. Apenas eles podem entrar nos chamados mundos de contato. Os bem-falantes usam uma linguagem cujos elementos essenciais são projetados para serem compatíveis com sistemas de processamento de dados eletrônicos. O solanense Garo Mullin chegou à conclusão de que esse desenvolvimento, que chegou perto do estupro psíquico e levou muitos feyerdalenses à loucura, foi fortemente influenciado pela Imperatriz de Therm. Só assim era possível se comunicar com ela através dos mundos de contato. Além disso, os bem-falantes têm um controle excepcional do corpo. É até possível que influenciem conscientemente o sistema nervoso autônomo e controlem as funções individuais do corpo, como o batimento cardíaco ou a eliminação do suor. Seus órgãos sensoriais são particularmente sensíveis. Eles podem sentir o cheiro de outra criatura a vários quilômetros de distância, e não apenas isso, mas também que instintos ou sentimentos está dirigindo atualmente. A comunicação através dos feromônios é basicamente possível para todos os feyerdalenses, mas os bem-falantes aperfeiçoaram essa arte. Os bem-falantes nunca devem mostrar seu estado emocional externamente.

Os Criadores de Regras

Após um treinamento intensivo, um bem-falante pode se tornar um Criador de Regras, também chamado de Infalível. Somente Criadores de Regras podem entrar na central de contato da Imperatriz. Cada um deles é liderado por um Criador de Regras Supremo do planeta. Através de anos de aplicação, o bem-falar ameaçou os criadores de regras de graves desordens mentais. Os criadores de regras afetados eram alojados em assentamentos isolados e largamente deixados à própria sorte. Um dos maiores assentamentos estava localizado na Enseada dos Abutres Azuis. Quando os criadores de regras morriam (muitas vezes loucamente matando uns aos outros), seus corpos eram empurrados para baixo de um penhasco e os restos eram consumidos por aves carniceiras.

O Pai Cinzento

Os pais cinzentos são membros do povo dos feyerdalenses. Eles tentam legar ao regente dos vinte mil pais ainda não nascido todas as suas qualidades negativas. Em vez das características de sabedoria, conhecimento e bondade, ele deveria receber sua contraparte negativa. Um pai cinzento conhecido era Agmenstorth.

As Crianças Inferiores

As crianças inferiores são crianças com lesões psicológicas, mutações com características negativas. Crianças inferiores desenvolvem-se através dos impulsos perecíveis de um pai cinzento, que danificam o embrião mesmo antes do nascimento. Para encontrá-las, o encontrador de crianças é usado. Se encontradas, elas serão capturadas e enviadas para centros de terapia. Elas frequentemente se recuperam e, por causa de seus dons mentais, são frequentemente mais inteligentes que os feyerdalenses comuns.

As Crianças do Inverno

As crianças de inverno são crianças cujas mães violaram leis durante a gravidez. Elas foram enviadas para regiões de gelo eterno, onde tiveram que dar à luz os filhos. Muitos vieram e houve muitos abortos espontâneos. As crianças sobreviventes são severamente mental e fisicamente danificadas. Existem centros de reabilitação para essas crianças, mas apenas algumas retornam à sociedade. Principalmente, elas vivem em algum lugar na miséria na rua.

Lei e Direito

Na conspiração contra a Imperatriz de Therm, ameaça a penalidade da decifração.

Costumes e Tradições

O cinza é a cor do luto entre os feyerdalenses.

Tecnologia


Os feyerdalenses são um povo com alta tecnologia.

Dispositivos conhecidos dos feyerdalenses

  • Materializador Xenthor (dispositivo tipo transmissor).

Espaçonaves

As naves dos feyerdalenses lembram os minaretes dos tbahrgs, exceto pelo fato de serem maiores e tecnicamente mais avançadas. Elas têm em média cerca de 800 a 1.500 metros de comprimento.

Espaçonave conhecida

  • Feyrada.

Feyerdalenses Conhecidos


  • Addumia, Agmenstorth, Anadace, Anzroehn, Bloehnvil, Commol, Coopter, Crahler, Eersel, Fahlenz, Faray, Garvendher, Gasadina, Groenher, Harrerath, Hommersolth, Joftblahn, Jooghiv, Jorkdahl, Kehlbroet, Konemoth, Kordahl, Kolmenhohn, Loeschyor, Loutence, Maejner, Maltsaan, Mehdoeck, Memhehto, Nampriete, Nayden, Paragenua, Poejnhal, Qartane, Remmencohr, Rezalsrohn, Ruurdoc, Sahlmora, Santhen, Sathogenos, Shachtmun, Tehlarbloe, Thoemblon, Urgasenth, Vulposer, Waagnomh, Zharyox.

História


São o povo mais avançado da galáxia Dh’morvon. Os feyerdalenses, por sua vez, também recebiam ordens. Eles estavam subordinados a Imperatriz de Therm. De fato, eram aliados imediatos da Imperatriz. Não existia nenhum outro membro intermediário entre a Imperatriz e a civilização feyerdalense. Em função disso, os feyerdalenses são altamente desenvolvidos. Por outro lado, à primeira vista parece que sua civilização situa-se no mesmo patamar que a terrana. No ano 3582, foram encontrados pelos tripulantes da SOL que estavam em missão para a Imperatriz. No planeta Xumanth, a SOL em nome dos feyerdalenses foi detida pelos tbahrgs por várias semanas. Durante esse tempo, as análises remotas dos feyerdalenses foram conduzidas a partir da lua Sh'donth, para melhor avaliar os estranhos. Temia-se que pudessem ser espiões da encarnação Vernoc. Finalmente, Galto Quohlfahrt foi sequestrado para submetê-lo a um interrogatório minucioso. Ele conseguiu convencer os feyerdalenses da tranquilidade dos terranos e estabelecer um contato. A SOL foi então convidada para o planeta Kursobilth, mas o regente dos vinte mil pais Harrerath atrasou uma reunião pessoal com Perry Rhodan. Ele estava envolvido em uma conspiração que iria ferir gravemente o seu sucessor Zharyox. Gucky ajudou o encontrador de crianças Danjsher a descobrir essa conspiração. Para agradecer aos terranos, eles foram autorizados a continuar a viagem. Na verdade, eles deveriam voar diretamente para o planeta Proehndome, mas depois de um incidente violento a bordo, eles foram desviados para o planeta Caljoohl. Ali, eles foram instruídos nas regras difíceis dos bem-falantes. Isso resultou em uma intriga contra o Bem-Falante Supremo Joftblahn. Em um teste, os terranos falharam miseravelmente. Porém, depois que a intriga foi esclarecida, eles finalmente foram autorizados a voar para Proehndome. Ali, foi oferecido a eles uma apresentação do grupo A Palavra. Rhodan ficou desconfiado, pois esse grupo trabalhava com meios parapsíquicos e suspeitava de uma infiltração de Vernoc. Mas não quiseram acreditar nele e os terranos foram detidos e deveriam ser devolvidos para Caljoohl. Então, no entanto, seguiu-se a ordem de trazer os terranos para o continente Yuurmischkohn. Ali, A Palavra se infiltrou na central de contato. Para evitar grandes danos, a autodestruição foi ativada e destruiu a central de contato. Perry Rhodan e seus amigos conseguiram escapar a tempo. Nem todos os feyerdalenses eram não críticos da Imperatriz de Therm. Assim, no planeta Moeckdoehne fundou-se um pequeno grupo de rebeldes sob a liderança do cientista Tehlarbloe, que foi, no entanto, descoberto e preso. Na verdade, deveria ser decifrado. Mas, felizmente, o governo soube nessa época da destruição da central de contato em Proehndome e o envolvimento da SOL pela Imperatriz de Therm. Os criadores de regras responsáveis estavam muito chateados com essa preferência dos estranhos, pois para eles isso significava o começo do fim do povo dos feyerdalenses. Sem a conexão com a Imperatriz de Therm, o reino feyerdalense não poderia mais existir. É por isso que eles decidiram atacar a SOL. A batalha ocorreu no sistema estelar Kaylaandor, enquanto Perry Rhodan estava no planeta Blotgraehne. Atlan, que comandava a SOL em sua ausência, infligiu uma dolorosa derrota aos feyerdalenses e acabou obrigando-os a capitular. Tehlarbloe, agora percebendo que a batalha servira apenas para mostrar como o povo feyerdalense se tornara fraco, era agora geralmente reconhecido como o plenipotenciário da Imperatriz. Ele retornou a Moeckdoehne e planejou extensas reformas. Acima de tudo, ele queria que o bem-falar, que se tornara um ritual completamente degenerado, retornasse às suas origens. Ele também queria equipar os feyerdalenses para estarem armados contra Bardioc. A derrota havia deixado claro para todos que os feyerdalenses eram militarmente fracos. Ele esperava uma forte oposição, mas estava confiante de que cumpriria a tarefa que a Imperatriz lhe dera.


 

Créditos: 
  • Capas da edição brasileira: Copyright © SSPG Editora – Star Sistemas e Projetos Gráficos Ltda., Brasil.

Fontes


  • PR775, PR779, PR780, PR781, PR782, PR783, PR786, PR787.
  • PRC775, PRC779, PRC786.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Feyerdaler”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2.
Seção do Site: