Hytawath Borl

Terrano colonial, conhecido como “o caçador“, nascido no planeta Vorcher Pool, situado na Via Láctea.

Descrição Física


Tem 1,94 m de altura, ombros largos, músculos rígidos, pernas longas e coxas poderosas. Seu rosto era dominado por olhos claros, queixo quadrado e nariz estreito; que irradiava dureza.

História


Ele nasceu em 16 de junho do ano 3560, em Vorcher Pool. Ali, havia um pequeno povoado de terranos que naufragaram com a espaçonave Karma, denominado Koyle, que foi cercado pelo chamado anel de fúria, uma zona mortal de plantas e animais mutantes que atacam cada humano imediatamente. A mãe de Hytawath Borl, Tassa Borl, foi picada por uma planta venenosa poucos minutos antes de seu nascimento e morreu durante seu nascimento. Como todas as crianças do assentamento, ele passou por treinamento de combate em uma gravidade de uma vez e meia. Aos onze anos, descobriu-se que, diferentemente de todos os outros terranos, Hytawath Borl não era atacado pela flora e fauna de Vorcher Pool. Ele foi o único que conseguiu penetrar no anel de fúria. Ele conseguiu entrar em contato com os nativos do planeta e forneceu carne ao assentamento por muitos anos. Os outros habitantes do assentamento inicialmente o encontravam com respeito, no entanto, essa atitude se transformou em medo com o tempo e, finalmente, eles o viram como um amigo do planeta e o expulsaram do assentamento. Assim, enquanto ele lutava sozinho através da selva no ano 3586, a nave coletora Gryz da Liga dos Terranos Livres, que havia sido capturada por ertrusianos, desembarcou em Vorcher Pool. Hytawath Borl ouviu os ertrusianos e descobriu que eles não eram bons. Ele retornou ao assentamento e conseguiu dominar os ertrusianos com os colonos. Em 20 de fevereiro do ano 3586, a Gryz desembarcou na Terra, onde Borl acabou sendo recrutado por Ronald Tekener para fazer parte da organização Auxílio. Subsequentemente, Borl trabalhou para a Auxílio por algum tempo e, finalmente, foi contratado como chefe de um comando da Auxílio a bordo da BASE e, assim, acompanhou a expedição da nave gigante para a galáxia Tschuschik. Em sua primeira missão nessa galáxia - uma missão de reconhecimento no planeta First Impression - ele se perdeu junto com Deméter e inicialmente foi considerado morto por seus colegas. Na realidade, no entanto, um transmissor o levou ao planeta gigante Vaelgerspaere, onde conheceu o wynger Plondfair, com o qual passou por muitas aventuras a bordo da nave semeadora Pan-Thau-Ra.

Na busca pelos castelos cósmicos

Contudo, ele caiu completamente sob o encanto de Deméter e estava pronto para deixar a BASE quando esta estava prestes a partir de Tschuschik, a fim de permanecer com Deméter, que nessa época estava hospedada em Starscho. Então ele pediu, juntamente com Roi Danton e Payne Hamiller, permissão para deixar a BASE. Perry Rhodan foi de fato duramente atingido por isso, mas concedeu a esses homens, que ele odiaria perder, um prazo de dez dias para retornarem. Durante as aventuras no planeta Roschor, Borl perdeu sua obsessão por Deméter e, depois de retornar para a BASE, ficou relativamente relaxado por ela ter escolhido Danton. O carinho por ela, no entanto, ainda não havia desaparecido completamente. Esse acordou brevemente quando ele soube que Deméter precisava de atenção médica após um incidente. Quando ele a visitou, ela o atacou e tentou matá-lo — exatamente como havia tentado com Roi Danton pouco antes —, pois tinha sucumbido a uma lembrança traumática desencadeada pela radiação 5-D do planeta Hospital.


 

Créditos: 

Fontes


  • P859, P872, P874, PR877, PR884, PR885, P908, P909, P943.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Hytawath Borl”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de).
Seção do Site: