Mônada

Povo não humano, seres plasmáticos que habitam o planeta Alkyra II, situado na Via Láctea.

Descrição Física


As mônadas são organismos unicelulares ameboides, que não possuem inteligência, mas que são guiadas apenas pelos instintos. Além disso, não têm nenhum objetivo, nenhuma razão de vida. Elas são como densas nuvens branco-acinzentadas, que em alguns lugares são permeadas por linhas brilhantes, que se movem lentamente. Quando os loowers se instalaram em Alkyra II, eles não tinham ideia disso. Para eles, as mônadas não passavam de seres agressivos e perigosos contra cujos ataques precisavam se defender. De fato, os ataques das mônadas foram apenas tentativas de comunicação.

História


Algumas gerações antes do ano 3587, ocorreu uma mutação entre as mônadas e surgiu a Díada. Os loowers aparentemente se submeteram à Díada, de forma que parecia que eles eram apenas os seus servos. Essa foi uma das ações dos loowers para se protegerem da descoberta pelos cosmocratas. De fato, sua consciência enteléquica, que não podia ser influenciada pela Díada, protegia-os do controle mental da Díada. Os loowers usaram um rebento da Díada como guarda para o Helk-Saqueth-Kmh, que estava escondido no planeta Alkyra I. No entanto, o rebento da Díada sofreu mutações e se tornou inteligente. Ele conseguiu controlar a base dos loowers e tentou colocar o helk sob o seu poder. Contudo, ele também foi destruído pelos loowers assim como a Díada de Alkyra II.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR878, PR978.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Monaden”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de).
Seção do Site: 
Glossarios Veiculados: