Radiador de antimatéria

Sistema de armamento ofensivo. É uma arma criada pela Instalação para as naves-cunha dos orbitantes.

Modo de Operação


A arma induz, através de uma ação à distância, a formação de um breve hipercampo ultraintensivo nas proximidades diretas do alvo. Quando o campo se desintegra, surge antimatéria, que então reage com a substância do alvo, causando uma explosão gigantesca em um processo de aniquilação.

  • Nota: Devido ao seu princípio de funcionamento, existe uma certa relação do radiador de antimatéria com o reator Nugas-Schwarzschild.

O radiador de antimatéria penetra facilmente a maioria dos campos defensivos.

História


Em fins de agosto do ano 3587, o robô Anson Argyris, que teve de intervir nas disputas de poder entre os orbitantes no planeta Durzuul, tomou Harden Coonor como refém para negociar com os orbitantes locais, dizendo que só o libertaria se fosse julgado por ele. Quando o falso cavaleiro das profundezas ordenou a sua destruição, Argyris exigiu que a execução fosse feita pelo próprio Coonor. A arma escolhida pelos orbitantes para isso foi o radiador de antimatéria. Porém, como Coonor não sabia mais lidar com tecnologia, e como a arma tinha sido manipulada, durante o acionamento dela houve a explosão do radiador de antimatéria, que o feriu mortalmente.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR963, PR972.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Anti-M-Strahler”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2.
Seção do Site: 
Glossarios Veiculados: