Segunda Crise de Geração

Designa o processo de transformação que atingiu os integrantes do Exército de Mutantes terrano no século XXX, cujos pais haviam sido expostos a radiação. Seus cérebros, seu comportamento e seus poderes se modificaram. Começou no ano 2909, devido a diversos fatores. O primeiro desses fatores foi que, apesar de internados na clínica de Mimas desde a primeira crise no ano 2907, os mutantes doentes continuaram desenvolvendo suas habilidades e assim se distanciaram ainda mais dos demais membros do Exército de Mutantes. Segundo, como não participavam mais de nenhuma missão, sentiam-se prisioneiros. E, em terceiro lugar, o especialista da USO traidor Nos Vigeland ofereceu aos mutantes doentes uma forma de sair de Mimas. Outro fator importante a ser mencionado é que Kitai Ishibashi havia se casado com a garota anti Gevoreny Tatstun, e esta estava grávida.

Os mutantes atingidos foram: Tako Kakuta, André Noir, Wuriu Sengu, Son Okura, Kitai Ishibashi, Tama Yokida, Ralf Marten e Betty Toufry. Esses passaram a evitar as demais pessoas, tanto os não mutantes como os não atingidos.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR408, PR748.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Second-Genesis-Krise”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de).
Seção do Site: