Criança de Pedra

Criatura inanimada, com aproximadamente trinta centímetros de altura, que se assemelhava a uma lebre.

Descrição


A textura da sua pele era um pouco reminiscente de mármore, com um brilho fosco ao sol. Seus olhos eram grandes, redondos e escuros. A criatura não tinha nariz no sentido terrano. A boca era uma saliência em forma de espiga, sobre a qual só se podia imaginar que servia para o ser se alimentar. Foremon, que, por séculos, tem sido o guardião da planície do domo-cogumelo de Galorn, um planeta situado na galáxia Plantagoo, desenvolveu a capacidade da transmutação, um dom que lhe permite remodelar o basalto do deserto rochoso como desejar. Depois de um certo tempo, Foremon começou a ficar entediado e decidiu criar um companheiro. A princípio, era apenas uma pequena corcova do tamanho de uma mão, com apenas cinco centímetros de altura. Ele continuou trabalhando e, em algum momento, conseguiu criar uma pequena estátua. Ele a chamou de “Criança de Pedra”, porque era feita de pedra e era uma criança, embora ele não conseguisse se lembrar do que isso representava. A criatura, no entanto, não via, não pensava e não falava. Só podia se mover se ele quisesse. Para os forasteiros, ela seria apenas uma fantasia animada ou um brinquedo. Com a Criança de Pedra, ele criou um ser que teve um significado emocional muito grande para ele. Ao longo do tempo, a Criança de Pedra tornou-se uma parte dele mesmo. Ela deveria ajudá-lo a sobreviver por uma eternidade como um guardião sem passado.

História


No final do ano 1288 NCG, quando Rhodan, junto com Bell, saiu do domo-cogumelo e viu a criatura pela primeira vez, ele a chamou de lebre da areia. Quando Foremon viu os dois terranos, ele os considerou assassinos, porque supunha que tinham matado o enviado de Thoregon e tomado posse de seu passantum. Com sua capacidade de transmutar, ele realizou vários ataques contra os dois terranos. Quando já estava esgotado, ele teve a ideia de enviar a Criança de Pedra para atrair os dois para fora de seu esconderijo. Porém, quando Bell viu a lebre da areia, ele pegou um pedaço pesado de pedra com as duas mãos e deixou-o cair sobre a criatura imóvel com todas as suas forças, fazendo-a em pedaços.


 

Créditos: 

Fontes


  • PR1814.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Foremon”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2.
Seção do Site: