Unithense

Povo não humano da Via Láctea, uma raça humanoide inteligente originária do planeta Unith, situado no sistema estelar Unatha.

Descrição Física e Fisiologia


Os unithenses são um povo vagamente de humanoides, vindo de um mundo (Unith) com 2,3 g. São mais ou menos do tamanho de um ser humano, de corpos brutos e pesadões. Assim, embora eles tenham 1,70 m de altura, têm cerca de 1,10 m de largura. As cabeças são semiesféricas, com dois grandes olhos. Eles têm dois braços e duas pernas, todos fortes. Além dos braços e das pernas, dispõem também de uma tromba, que emerge de entre seus ombros no local equivalente ao da cabeça humana. Seus braços terminam em mãos com quatro dedos cada. Porém, eles não têm dedos polegares. Ao invés, para ajudar a segurar e manusear objetos, eles têm nódulos ósseos nos lados de suas mãos. Como poderia se esperar, esses membros não se prestam para manipulação delicada. Isso é obtido através da forte tromba com 1 m de comprimento (um pouco mais longa que um braço). Originalmente destinada a levar o alimento (folhas de árvores) para a boca larga, localizada logo abaixo, essa tromba desenvolveu excelente mobilidade preênsil, servindo-lhes também de instrumento de defesa. Seu cérebro está na cavidade do corpo perto dos ombros. Os olhos dos unithenses estão localizados em seus ombros, aproximadamente cinco centímetros para dentro a partir das articulações de ombro. Os órgãos auditivos estão alguns centímetros para dentro. A pele dos unithenses geralmente varia de um marrom médio ao negro. Naturalmente espessa e dura, sua pele lisa é especialmente forte (como o chifre de um rinoceronte terrano) em áreas ao longo da parte de trás e próximo a cabeça. Os unithenses possuem um código genético baseado em DNA, mas seu código é muito diferente, utilizando-se de um grupo de aminoácidos distinto. Assim, os humanos e unithenses podem compartilhar muitas comidas, apesar de conseguirem pouca nutrição dos alimentos da outra raça.

Características Psicológicas


Por natureza os unithenses são bastante gregários. Até se poderia dizer mesmo que eles têm uma forte mentalidade de rebanho e, é possível que tenham evoluído a partir de animais de rebanho. Embora a proximidade física de outro unithense seja muito importante, fisiologistas unithenses descobriram que eles exalam sinais químicos (hormônios) que reforçam esta mentalidade de grupo. É por isto que unithenses se sentem sós sem membros da própria espécie, mesmo que estejam na companhia constante de membros de outras raças.

Sociedade


Tradições e costumes

Costumam enviar os criminosos para o espaço em espaçonaves, e que só podem retornar se realizarem uma ação heroica. Embora os unithenses executem prisioneiros considerados incapazes de serem beneficiados por programas de recondicionamento hipnótico, o maior castigo (até mesmo mentalmente) é o exílio. Nessa situação, o unithense tem que executar uma ação para beneficiar sua comunidade ou planeta antes de ser readmitido em qualquer comunidade unithense. Esse castigo é tão terrível que raramente indivíduos exilados sobrevivem o bastante para serem reabilitados. Até mesmo quando exilados em pequenos grupos, os unithenses têm grande dificuldade em sobreviver. Por causa da sua mentalidade de rebanho, suas normalmente espaçosas cidades são inacreditavelmente abarrotadas (pelos padrões arcônidas) e frequentemente usam áreas de moradia comunais. Os unithenses geralmente administram negócios em grupos, ao invés de isoladamente.

Política

Os unithenses foram uma vez um povo de vassalos dos arcônidas e parte do Grande Império. Mas eles sempre foram considerados sujeitos rebeldes. Mais recentemente, partindo de seu mundo natal Unith e depois de uma história turbulenta, eles fundaram seu próprio pequeno império estelar com cerca de cem sistemas estelares.

Tecnologia


A tecnologia unithense inicialmente, era, principalmente tecnologia arcônida antiquada. Houve algumas áreas avançadas em sua tecnologia (como alguns avanços em tecnologia óptica). Tecnologia de armas lasers (na verdade qualquer armamento) foi proibida desde a guerra entre os unithenses e os saltadores. Os unithenses podiam comprar armas, mas não podiam desenvolvê-las. O Império reconheceu os avanços anteriores de sua tecnologia a laser, e Atlan até mesmo proveu capitais para o governo unithense retomar (e até mesmo se desenvolver) em sua tecnologia de armas laser.

Unithenses Conhecidos


  • Asemyr, Brcl, Golath, Liszog, Morkant, Stozi, Vlck, Zbron, Zerft.

História


Tendo explorado e colonizado os mundos de seu sistema estelar e os dos sistemas estelares vizinhos (até 0,4 ano-luz), os unithenses descobriram a tecnologia de hiper-salto há aproximadamente 4.000 anos. Como só conseguiam controlar pequenos saltos, em curtas distâncias, não penetraram muito na Galáxia. Durante esse tempo, o Império de Árcon não mostrou nenhum interesse por eles. Então, eles foram descobertos pelos saltadores, que imediatamente estabeleceram que o direito de comércio estelar era exclusivamente deles. Com a destruição do Robô Regente, os unithenses buscaram sua independência do Império de Árcon. Porém, o Imperador Atlan tornou claro em suas negociações que não lhes permitiria ganhar sua independência. Porém, ele concordou em lhes dar uma autonomia parcial, e lhes permitiu criar um conselho administrativo para criar e aplicar leis locais, contanto que elas não conflitem diretamente uma lei imperial. Os terranos conheceram os unithenses no ano 2045, quando um grupo de degredados pousou no planeta de descanso de Crest, depois chamado de Planeta Crest em homenagem ao arcônida. Com a destruição do Robô Regente, os unithenses buscaram sua independência do Império de Árcon. Porém, o Imperador Atlan tornou claro em suas negociações que não lhes permitiria ganhar sua independência. Porém, ele concordou em lhes dar uma autonomia parcial, e lhes permitiu criar um conselho administrativo para criar e aplicar leis locais, contanto que elas não conflitassem diretamente uma lei imperial. Eles podiam (e, realmente, deviam) enviar representantes ao Conselho Imperial, que criava e aplicava as leis imperiais. Como ele rescindiu as leis imperiais que davam aos saltadores o controle exclusivo do comércio interestelar no Império de Árcon, os unithenses foram liberados para criar seu próprio comércio que quase, mas não totalmente, eliminou a influencia dos saltadores na sua área. Os unithenses admiravam o Império Solar, mas, ao mesmo tempo, prezavam sua independência e negociavam os melhores acordos com os dois governos. Em dezembro do ano 3580, muito depois do fim do Império, os unithenses estavam envolvidos na fundação da Coalizão da Dignidade dos Povos Galácticos (COPOG). No ano 3484, no insignificante mundo colonial Unith-17, o único planeta do sol duplo Zeros, que está a cerca de 5.000 anos-luz distante do sistema Unatha, Ernst Ellert contatou a COPOG. No ano 3587, os unithenses contam-se também entre os fundadores originais da COPOG. Em 11 de setembro desse ano, Unith foi fortemente devastado durante um daqueles tremores espaciais.


 

Créditos: 

Capa da edição brasileira: Copyright © SSPG Editora – Star Sistemas e Projetos Gráficos Ltda., Brasil.

Fontes


  • PR99, PR189, PR827.
  • PRC827.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Unither”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de). Informações extraídas em parte do site Crest-Datei (www.crest-datei.de). Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan Sternenatlas der Milchstrasse (www.pr-sternenatlas.de/karten.htm).
Seção do Site: