Accalaurie

Raça não humana e inteligente, constituída de antimatéria orgânica, originária de um universo antimaterial, que apareceu no ano 3431 na Via Láctea em uma viagem de pesquisa. Uma vez que eles consistem de antimatéria, eles foram classificados primeiramente como uma grande ameaça para a Via Láctea. Naturalmente, eles se chamavam por outro nome.

  • Nota: Na frase-título do episódio PR402, o nome foi escrito incorretamente como accalauris.

O nome accalaurie é de origem galáctica e foi usado antes mesmo do contato com as criaturas de antimatéria para os misteriosos OVNIs dos accalauries.

Descrição Física e Fisiologia


O corpo de um accalaurie é um tronco esférico apoiado sobre três pernas. Duas parecem servir para a locomoção, enquanto a terceira, que fica atrás das outras, dá a impressão de ser rudimentar e atrofiada. Os braços são longos, e há cinco dedos em cada mão. Mas o mais estranho é a cabeça, que é semiesférica, parecida com a dos halutenses, mas, ao contrário dessa, a superfície plana fica em cima, enquanto a terça parte da face inferior, abaulada, fica escondida numa abertura do tronco. Nessa superfície plana, há quatro órgãos visuais dispostos em quadrado, com uma membrana pulsante no meio. Há dois pedaços de pele e cartilagem pendurados, com pequenas aberturas, que devem servir à percepção acústica. Como roupa eles preferem trajes prateados.

Características Psicológicas


Eles são altamente inteligentes, habilidosos e muito resistentes.

Sociedade e Cultura


Forma de governo

Os accalauries obedecem ao Conselho Supremo do Tronco. Cada accalaurie considera-se uma folha.

Idioma

A comunicação dos accalauries ocorre na faixa do ultrassom e só pode ser compreendida com tradutores especialmente equipados.

Tecnologia


Os accalauries dominam a técnica do voo entre os universos.

Espaçonaves

Suas naves têm forma de um ovo arredondado em ambas as pontas, de forma regular, e são envolvidas por uma bolha energética luminosa, cujo diâmetro pode chegar a cinco quilômetros. Essa bolha protege de modo confiável contra o contato com a matéria do nosso universo, a chamada coinomatéria. As naves auxiliares têm a forma de disco.

Dados Técnicos (nave de pesquisa)
Dados Valores
Tipo: Nave elipsoide, em forma de ovo.
Tamanho: Comprimento da fuselagem 500 m (550 m com propulsores subluz), diâmetro máximo da fuselagem 300 m.
Propulsão subluz: Propulsão de impulsos e antigravitacional.
Aceleração: Máx. 600 km/s².
Armamento ofensivo: 8 lançadores de bombas de antimatéria; 8 canhões energéticos.
Armamento defensivo: Campo repulsor e campo de neutralização branco-azulado.
Fornecimento de energia: 8 reatores de fusão.
Naves auxiliares: 50 naves auxiliares.
Peculiaridades: Propulsor especial para o voo entre o universo de antimatéria e o universo padrão. Canhão projetor de hiperinmestron: dispositivo experimental para conversão de matéria em antimatéria; também utilizável como arma e que pode até mesmo destruir um sol.
Tripulação: 300 pessoas da tripulação básica e cerca de 2.700 cientistas.

Accalauries Conhecidos


  • Accutron Mspoern, Falln Srp, Mitare Shban, Ror Lkos.

História


A procedência

Os accalauries originaram-se de uma nuvem energética que se formou há 1,8 milhão de anos. Parte dessa nuvem veio parar no nosso Universo, dando origem ao Suprahet e aos vermes do pavor. Há 1,8 milhão de anos, no universo dos accalauries, os campos de energia se contraíram cada vez mais, até que a unidade resultante gradualmente perdeu a forma de uma galáxia em rotação e mais parecia como uma nuvem de antimatéria com milhares de anos-luz de diâmetro. Uma nuvem de energia que de repente começou a desenvolver inteligência. Essa inteligência apareceu moderadamente em alguns lugares e muito concentrada em outros. Em um ponto, a matéria energética semitransparente engrossou, tornando-se uma nuvem dentro da nuvem-mãe. A parte rodopiante da nuvem energética se dividiu. Essa parte, o Suprahet, deixou a nuvem-mãe com velocidade considerável. A nuvem separada diminuiu a velocidade. A rotação em torno do seu próprio eixo também diminuiu. Mas ela começou a brilhar mais intensamente e a se condensar ainda mais. Ela atravessou várias galáxias e tornou-se constantemente menor e mais concentrada. Até ela se tornar meio material. A nuvem inteligente alcançou um sistema solar e envolveu-o. Ela estava ficando mais leve e menor. Tão pequena até afundar na direção do grande planeta escolhido. Pontos escuros caíram da nuvem sobre a superfície do planeta. Os primeiros accalauries desapareceram nos mares, nas vastas florestas e estepes. E então não havia mais uma nuvem energética. Ela havia se dissolvido e se tornado em milhões de indivíduos.

Aproximadamente no ano 1.400.000 AC

Centenas de milhares de anos atrás, os accalauries se reuniram para fundar o tronco. Eles chamaram seu núcleo de tronco porque a árvore era a única coisa viva que eles encontraram em seu mundo. Eles fundaram o tronco, os galhos, os ramos e as folhas. A civilização dos accalauries nasceu. O órgão governante do povo dos accalauries é o “Conselho Supremo do Tronco”. Ao longo dos milênios, os accalauries desenvolveram uma tecnologia sofisticada. Finalmente, eles começaram a explorar seu universo. No começo, eles supunham estar sozinhos no universo. Logo, no entanto, eles se depararam com outros seres com quem entraram em contato. Em seu universo, os accalauries são os seres mais desenvolvidos.

A busca pela nuvem rnergética-mãe

Milhares de anos atrás, os cientistas dos accalauries descobriram que o resto de sua nuvem energética-mãe estava sendo despejada em outro universo.

Por volta do ano 400.000 AC

Houve um desejo inconsciente nos accalauries de iniciar retroativamente uma metamorfose. Originaram-se de uma nuvem energética e, em tal, desejavam-se retornar novamente. A viagem espacial foi desenvolvida e, em seguida, foi descoberto onde o restante da nuvem energética tinha permanecido.

Por volta do ano 2400 AC

Imensas massas de molkex materializaram-se no antiuniverso dos accalauries. Ele se reuniu no centro do universo de antimatéria, onde foi literalmente concentrado ali e armazenado. As investigações mostraram que esse molkex tinha sido repelido como um fator de polarização similar de outro universo. Portanto, esse universo tinha que consistir de outra matéria, isto é, de matéria normal. Os accalauries, porque julgavam por si mesmos, naturalmente a chamaram de antimatéria. Nos anos seguintes, um cientista descobriu que existem outros universos e os accalauries são, em algumas circunstâncias, capazes de passar para eles. Eles conseguiram traçar o caminho do molkex. Então eles vieram para o Universo einsteiniano e descobriram onde sua nuvem energética tinha permanecido.

No século XXXV

No início do século XXXV, as naves dos accalauries apareceram como misteriosos OVNIs na Via Láctea. No ano 3432, os primeiros contatos dos terranos com eles resultaram em catástrofe. Nas primeiras tentativas dos accalauries de abordar espaçonaves (como a nave fragmentária Box-23114) ou de pousar em planetas habitados (como Salem) foram seguidas por explosões devastadoras, que também destruíram as naves dos accalauries. Um importante encontro ocorreu em maio do ano 3432, no planeta Maverick, onde os terranos entraram em contato com o elemento de carga neutra inquelônio e reconheceram seu efeito protetor contra a antimatéria. Assim, o problema foi resolvido com a descoberta desse elemento, que permitiu a criação da chamada capa Maverick. Um primeiro contato foi conseguido em setembro do ano 3432 com a frágil nave de Accutron Mspoern. O accalaurie descobriu que o Sol ameaçava se tornar uma nova. Com sua ajuda, foi possível descobrir como a causa disso o Satélite da Morte orbitando o Sol. Depois disso, os accalauries retornaram para o seu universo. No final do ano 3432, o contato com a nave expedicionária sob o comando de Mitare Shban foi bem-sucedido. Accutron Mspoern retornou ao antiuniverso com essa nave junto com 1.000 toneladas de puro inquelônio, um presente terrano. No final de março do ano 3433, os accalauries fizeram outro voo de pesquisa para o universo padrão. Pouco depois, descobriu-se o parentesco dos accalauries com o Suprahet, os vermes do pavor e o molkex. Em abril do ano 3433, pelo ser energético Harno, também originado da mesma nuvem energética, os accalauries souberam das ações do Suprahet e renunciaram a uma associação com a antiga nuvem-mãe. No ano 3457, Perry Rhodan encontrou-se na galáxia Naupaum com o accalaurie Zeno e aliou-se com ele. No ano 3587, Payne Hamiller recordou-se dos accalauries enquanto procurava febrilmente uma solução para libertar Perry Rhodan e Atlan dos remanescentes do microuniverso no qual haviam caído. Ele se lembrou das capas Maverick e desenvolveu a partir dessa ideia os buffalo coats.


 

Créditos: 
  • Capa da edição alemã: Copyright © VPM – Pabel Moewig Verlag KG, Alemanha.

Fontes


  • PR402, PR407, PR412, PR413, PR415, PR420, PR631, PR647, PR931.
  • Seção Glossário da edição digital da SSPG: volumes especificados no campo Glossários Veiculados.
  • Internet: Informações extraídas em parte do site Perrypedia (www.perrypedia.proc.org). This article uses material from the Perrypedia article “Accalauries”, which is released under the GNU Free Documentation License 1.2. Informações extraídas em parte do site Perry Rhodan und Atlan Materiequelle (www.pr-materiequelle.de). Informações extraídas em parte do site Crest-Datei (www.crest-datei.de).
Seção do Site: